©2019 by RECARGAMATIC.

Filmes da África


    Todo apreciador da África já apanhou este gosto na infância. Já ouvi diversas pessoas amantes da África dizerem que sua paixão começou assistindo filmes de Tarzan. Os bucólicos filmes de Tarzan enalteciam a beleza dos rios e das florestas africanas, com a pureza de seus habitantes sempre se defendendo dos inescrupulosos aproveitadores.

    Infelizmente não se faz mais filmes da África nos moldes de antigamente, mesmo porque a realidade hoje é outra , nem teria interessados em assistir. Eu como outros amantes da vida selvagem, que nascemos na mesma época, tivemos o prazer de assistir nas telas dos cinemas do interior de S.Paulo, não só filmes de Tarzan , como também de caçadas na África , como “África Eterna” com a participação de Rodolfo Bonfiglioli (ex proprietário da Cica), caçando no continente negro em companhia do nosso consagrado caçador Jorge Alves de Lima Filho. No final dos anos 60, outro caçador brasileiro rodou um filme intitulado “Mukongo”, também com a participação da companhia de safáris  Kirongozi de Jorge Alves. Não tive oportunidade de assistir o filme rodado por Jorge Alves, intitulado “Kirongozi”=Mestre caçador. Este filme foi vendido por uma boa soma de dólares para os EUA e sumiu do mercado, nem mesmo cópias podemos encontrar, só se ve um cartaz do filme na internet.

    Dos anos 50 para cá foram produzidos ótimos filmes focando a África, um dos que mais aprecio é o filme “Entre dois Amores”,onde retrata a África no início da colonização e mostra caçadores profissionais daquele tempo. As paisagens são inebriantes, foram constuidas a casa do Barão e uma parte de ferrovia só para as filmagens. Recentemente num documentário intitulado ” A história dos safáris”, num canal privado, apareceu um pouco da história do caçador Barão Blixen que foi marido da karen Blixen, personagens desse filme.

   Outros filmes que marcaram presença foram: As minas do Rei Salomão com Stewart Granger, A história de Elza, Moganbo , África dos meus sonhos,Montanhas da Lua e Hatari. Quando da filmagem de Hatari a troupe do filme hospedou no mesmo hotel que estava Jorge Alves com um cliente brasileiro e este cliente fez umas gracinhas para a atriz Elsa Martinelli e formou-se uma confusão danada.

0 visualização