©2019 by RECARGAMATIC.

Jorge Alves de Lima Filho "O Kirongozi"


  Anos atrás vi pela TV uma entrevista em que o reporter Ernesto Paglia questionava com Jorge Alves de Lima Filho sobre a questão dele ter abatido muitos animais. Jorge repondeu que a época era outra, a África estava sendo colonizada e os animais eram nocivos para a agricultura ,que estava começando. Jorge Alves proporcionou grande quantidade de proteína para as tribos africanas que eram penalizadas pela fome.   Jorge Alves é uma lenda viva, este ano tive o prazer de fazer uma visita a ele e passei nada menos que quatro horas conversando sobre o que passou na África, sobre os costumes dos povos e sua cultura.


       Jorge Alves aparece acima juntamente com seus trilheiros.  Logo que chegou a África ele começou sua vida como caçador profissional, abatendo animais , vendendo peles e marfins. Após ter sido proibida a caça profissional na África ,ele passou a ser White Hunter ou Profissional Hunter, como hoje é falado.   Levou para safáris na África pessoas ricas e importantes do Brasil, bem como de outros países. O tão famoso Fred Bear, só não foi caçar na companhia de safaris Kirongozi de sua propriedade, pois tinha marcado com uns caçadores brasileiros. Conheceu pessoalmente o famoso escritor Ruark, o filho de Hemingway e o famoso ator John Wayne.   Recentemente publicou dois livros nos EUA sobre sua vida de 20 anos na África e mais recentemente publicou mais um livro sobre suas caçadas em Angola.

0 visualização