Pescaria na Quaresma


Pescaria em Porto Primavera

Contrariando a sabedoria popular que pescaria  na quaresma não é promissora,  assim mesmo seguimos para o Distrito de Primavera onde existe a majestosa usina hidroelétrica de Porto Primavera, localizada no Rio Paraná no Pontal do Paranapanema.

A jusante da represa de porto Primavera existe uma porção de ranchos de pesca e algumas pousadas que dispõe de infraestrutura para receber os turistas amantes da pesca.

O local atrai muitos turistas pescadores por conta da aventura inigualável de apanhar o peixe mais esportivo da bacia da Prata: o Dourado, considerado o tubarão do rio. Além dele outras espécies podem ser fisgadas por pescadores mais pacientes, como a Piapara.

Nosso intento seria mesmo o Dourado. Assim que chegamos fomos à procura das iscas que mais atrai o dourado que é a tuvira. De cara tivemos má noticia, o rio não estava prá peixe. Surgiram então as perguntas: será que é por conta da quaresma? Ou então por influência da lua? Sobre a lua tenho uma boa: meu pai um dia pescando perto de um japonês perguntou a ele:- — Japonês tem fama de bom pescador, então me diga qual é realmente a lua boa para pesca? O japonês deu um sorrisinho sem graça e respondeu: —Garantido não, a lua boa prá pescá é aquela que pega né! Meu pai desenxabido sem saber o que dizer só lastimou em ter feito a pergunta. Assim é a tal da pescaria uns falam que o bom é lua cheia, outros na minguante, etc. O certo é que a maioria das vezes não apanhamos nada.

Nossa habitação por poucos dias estava próxima ao braço do rio onde dali partiríamos singrando as águas verde garrafa, límpida como cristal, em busca ao rei do rio.

Naquela tarde quente, onde só estava bom de baixo do ar condicionado, a vontade sobrepunha o flagelo do corpo e saímos todos esperançosos atrás do amarelo ouro do dourado.

A pescaria a jusante da represa, abaixo do limite estabelecido é que soltamos à linhada, e a isca de tuvira a deriva ia fazendo a pescaria que chamamos de rodada.

Foram “n” tentativas em vão e nem ao menos um beliscão na isca. Realmente o rio não estava mesmo prá peixe.

Numa das descidas, o sol já estava se pondo vimos um moço corajoso que descia as águas rápidas praticando a caça subaquática e um barco ia seguindo-o. Muito me admirei ao vê-lo mergulhando quase no escuro, não conseguia entender o que estava enxergando.


Ao avistar a majestosa barragem a toda subida do rio, o pensamento vagava no poder do homem em mudar o rumo da natureza. Uma obra de admirar, mas seu custo é alto no que tange aos recursos naturais, que infelizmente nunca será reposto.

Mas, ainda restava uma esperança, a pescaria noturna, essa sim poderia fazer a diferença. Assim sendo, à noite depois de preparada a pequena embarcação com recursos de iluminação voltamos ao rio. Então, sob o céu coberto de nuvens temerosas, pois elas ao aproximarem trazem o vento e ele   encrespa as águas e pode se tornar perigoso o retorno.

Como estávamos mesmo só prá pescar o tubarão do rio, então  continuamos na mesma toada e nada de peixe, somente alguns enroscos e piranhas que cortaram a isca deixando a marca de suas terríveis presas.

Noutro dia resolvemos arriscar a sorte aos tucunarés, para isso teríamos que atravessar por cima da barragem de Primavera para alcançar o Mato Grosso do Sul onde existe um local promissor para fisgar tucunarés. Assim fomos acompanhados por um pirangueiro que conhecia o local. Ao atravessarmos a barragem muitas perguntas foram direcionadas ao pirangueiro sobre a situação dos peixes de piracema. Como todos nós sabemos, os peixes de piracema uma vez por ano sobem os rios para a desova e após a desova descem, preservando assim a espécie. Acontece que a represa dificulta a subida dos peixes e a descida se torna impossível. Além disso, os peixes carregados de ovas prontos para desovar procuram águas rasas e quentes, quando atravessam a escada da barragem deparam com um mar de água gelada. Simplesmente os ovos encruam e se perdem. Assim sendo, em muitas barragens as escadas foram desativadas pelo motivo acima. Com isso a população dos peixes de piracema está fadada a desaparecer.

Ao chegarmos à fazenda de imediato preparamos os equipamentos para a captura do tucunaré, peixe esportivo da bacia amazônica que foi introduzido no lago para atender a pesca esportiva, bem como para alimentação.


A esperança era grande, iniciamos a pesca com iscas artificiais . Logo no início a esperança foi grande, pois entrou na artificial um tucunaré bem pequeno. Continuamos  e nada, mais tarde  conseguimos atrair um tucunaré na artificial desprovida de garatéia e aí sim ele entrou no lambari. Depois capturamos mais alguns e logo o tempo mudou e a chuva veio. Durou pouco e logo retornamos à pescaria, mas o lago também não nos animou e à tardinha deixamos o local.

Voltando para a pousada combinamos  sair à procura aos dourados às 3 da madrugada já que a lua estaria alta e iluminaria mais as águas e os peixes poderiam detectar mais as iscas. No entanto, a lua permaneceu escondida entre as nuvens ameaçadoras de chuvas e nossa esperança foi abaixo. Assim, mais uma vez a esperança ao dourado terá que ficar para a próxima pescaria.

Parque Estadual do Morro do Diabo

Quem está no Estado de S. Paulo e dirige-se para o distrito de Porto Primavera, há necessidade de cruzar o Parque do Morro do Diabo. O bonito local é cortado pela rodovia, sendo que dois portais marcam a existência do Parque.


O parque abriga muitas espécies de nossa fauna e placas anunciam que eventualmente podemos deparar com animais atravessando a pista. Notamos que dos dois lados da pista não existem cercas para proteger os irracionais que atravessam a pista. A velocidade no local é estipulada em 70km/h, dando assim chance deles se livrarem das rodas assassinas que são as maiores destruidoras de nossa fauna. Notamos também a existência de alguns túneis para os animais atravessarem a pista, mas não entendo como eles irão saber que tem que passar justamente por eles ,pois não existem cercas forçando-os a isso. Nem mesmo os humanos muitas vezes não usam as passarelas, o que esperar dos bichos. Infelizmente esse lindo parque tem o infortúnio de ser cortado por essa rodovia.

2 visualizações

©2019 by RECARGAMATIC.