©2019 by RECARGAMATIC.

Sobre chumbos


É do conhecimento dos atiradores que o projétil de um cartucho é responsável por mais de 80% da precisão do tiro. Portanto no tiro com espingarda também devemos levar em consideração esta questão.

O projétil quando atravessa o cano de uma arma sofre deformações plásticas, assim sendo estas transformações poderão ajudar na performance do tiro ou prejudicar. No caso de arma de cano raiado, a deformação do projétil faz com que ele gire para dar mais precisão ao tiro. Já o chumbo em esferas, se sofrer muita deformação poderá perder a precisão, pois seu voo desestabilizará e também perderá velocidade e consequente perca de energia.

—————————————–

A escolha do padrão de chumbo depende da caça a que se destina. A caça mais pesada exigirá mais energia por bago de chumbo.

A energia de cada bago de chumbo depende de sua velocidade na trajetória . A fórmula estabelecida que a energia é igual a massa multiplicada pela velocidade e tempo ao quadrado divido por dois, faz nos esclarecer que o bago de chumbo número um tem mais energia que um bago número seis, admitindo ambos com a mesma velocidade. Fica assim demonstrado que o bago mais grosso, com maior massa tem, consequentemente maior energia de penetração.

Não se obtém grandes velocidades à custa de cargas excessivas de chumbo. Portanto uma carga excedendo a regulamentar proporciona maior agrupamento, mas prejudica a velocidade, consequentemente, a penetração. Se há desejo de acelerar a velocidade de uma carga de chumbo, é aconselhável diminuir a carga de chumbo.

A lógica nos mostra: para tirar da inércia uma carga alta, há elevada pressão na queima de pólvora com possível consequência de danos na câmara da arma. Portando: maior carga—proporcionalmente menos pólvora—baixa velocidade. Menor carga— proporcionalmente mais pólvora—mais velocidade.

O Bernardo José de Castro recomendava os chumbos números: 3 para patos; ch 5 marrecos e irerês; ch 7 pombas e perdizes; ch 8 codornas e narcejas.

Nas minhas caçadas de perdizes usava o chumbo 8 no cano esquerdo e o 5 no direito, com a seguinte alegação: cano esquerdo chumbo 8 distância de tiro mais próxima–maior distribuição com menor alcance. Cano direito chumbo 5 distância de tiro maior— menor distribuição, porém maior energia. Mais tarde, com a preocupação de estar levando dois tipos de chumbo, e misturarem os cartuchos recarregados, resolvi empregar só o chumbo 5 com o seguinte pensamento: tiro perto—menos bagos, menor dano à caça; tiro longo— maior potência, com a mesma quantidade de bagos. Assim foi por muito tempo, até que passei a usar somente o 71/2 e que proporcionou ótimos resultados.

Sempre dei preferência a cargas nominais recomendáveis calibres, dando preferência para maior velocidade que maior carga. O tiro ao voo exige mais velocidade que propriamente mais carga.

Sobre a dureza dos bagos de chumbo

Chumbo mole há prejuízo na distribuição e velocidade, motivado pela deformação sofrida no percurso do cano. Hoje com as buchas plásticas esse incômodo foi reduzido, mas não posso afirmar quanto, a carga de chumbo percorre a alma do cano protegida pelo copo plástico da bucha.

Chumbo endurecido, não pela têmpera como alguns supõe, pois chumbo não são temperáveis iguais ao aço. O chumbo endurecido leva até 4% de antimônio em sua liga. São os melhores e mais econômicos, pois mantém uma trajetória mais regular e melhor distribuição por efeito da menor deformação sofrida no percurso do cano.

Chumbo revestido com cobre, estes sim são os melhores, pois reúne a vantagem da dureza superficial e interna, mantendo sua esfericidade propiciando melhores distribuições e velocidades.

Misturas de chumbo—há caçadores que usam misturar, por exemplo chumbo 8 com chumbos 1. Isto deve ser banido devido que bagos mais pesados ao atravessarem o cano poderão deformar os mais finos e prejudicar sua precisão no âmbito da coluna de chumbo (coluna de chumbo é a distribuição do chumbo no plano imaginado percorrendo a linha longitudinal do cano) Com a mistura de chumbo esta coluna que normalmente não é uniforme passa a ser totalmente desuniforme causada também pelas diferentes energias dos bagos prejudicando a precisão da chumbada.

Finalizando com uma frase de introdução do livro de Bernardo José de Castro, do italiano Conte Rilussi:

“La passione della caccia é como la passione del gioco. Se fa tanto de prendervi, non vi lascia piú per tutta la vida”

0 visualização