Uma rápida saidinha

Bom tempo aquele quando vez por outra, na temporada de caça, à tardinha deixávamos o serviço, pegávamos o cachorro, a espingarda e alguns cartuchos e partíamos apressados para algum sitio nas proximidades. Assim que pisávamos no campo o corpo parecia flutuar de tanta leveza. Nossos olhos saciavam com o esplendor captando tudo aquilo que era diferente do nosso cotidiano: bezerros já separados das vacas, elas curiosas ao notarem a presença do cão vinham ao seu encontro. A brisa leve estava começando a refrescar o dia quente, as andorinhas descrevendo sinuosos percursos no ar tiravam a atenção do cão. Embora um pouco distraído o cão ia em ziguezague percorrendo o campo de braquiária até que num dado momento uma estancada abrupta. Seu rabo arrepiado tomava um volume maior e, nós emocionados pelo espetáculo mantínhamos atenção firme sobre ele. Mas, o animal um tanto indeciso larga da amarração denunciando emanação fraca e caminha para outra tomada de posição para assuntar melhor. Nisso dá mais uma apontada e larga novamente, volta próximo ao local onde havia amarrado na primeira vez e sente que a emanação é forte. Vai seguindo, nariz pro céu, pose espetacular para foto, mas quem diz de tiramos! Não queríamos perder a cena! E o espetáculo se finaliza com o salto magnífico da codorna. Continuamos a andada, um vento inesperado começou a prejudicar a ação do cão, uma codorna salta inesperadamente e pousa numa plantação de aveia próximo às margens de um lago. Levamos o cão para lá, mas ele segue um pouco à direita e outra codorna incauta salta voando sobre a aveia num voo de través distante uns 50 metros. Sabe aquele tiro que você pensa que o azar é dela, faz a visada adiante, talvez um metro à sua frente e preme o gatilho achando que não vai cair? Voltamos onde havia pousado aquela que voou e, o cão mais que rapidamente  pegou o faro e tirou muito bem. O sol já escondia no horizonte, deixamos o campo com muita satisfação em poder termos em tão pouco tempo tido tanta satisfação.

Esse tempo bom que menciono era no Brasil quando só era  contravenção caçar. 





0 visualização

©2019 by RECARGAMATIC.